Pages

Monday, August 15, 2005

Freedom 4U given by U2

U2 fecham tournée europeia com pedido a Sócrates

Num concerto com muitas mensagens políticas, os U2 encerraram no domingo a sua «Vertigo Tour» europeia. No Estádio de Alvalade, perante 52 mil pessoas, a banda irlandesa pediu ao Governo português que não virasse as costas à luta contra a pobreza extrema.

Durante o concerto, a banda agradeceu a Ordem da Liberdade dada por Jorge Sampaio, fazendo também um pedido aos que assistiram ao concerto para que passassem a José Sócrates a ideia de que Portugal deve encabeçar a luta contra a pobreza extrema no mundo e, em especial, em África.

---

Nada de novo. De Mr. Bono Vox, grande herói da liberdade e das causas nobres, não se esperava nada diferente. Um apelo pelo combate à extrema pobreza (*) em África, num país que, certamente, “financia” e “apoia” os PALOP’s mais do que qualquer outro país europeu, utilizando, em muitos casos, meios humanos. Um país que não é mais nem menos do que o mais pobre da Europa dos 15.

Como irlandês, Bono devia saber muito bem o que resulta e o que não resulta já que o seu país é historicamente um dos mais pobres da Europa mas na última década se tornou um dos mais ricos. Razões? Liberdade económica.

Ao despejar frases politicamente correctas sobre África e "ajuda aos pobres", Bono destaca-se como um defensor de ideias socialistas e falha em compreender as verdadeiras causas do problema africano. Corrupção, desrespeito dos direitos humanos e ausência de mercado livre – um típico inimigo da liberdade. (notar que Liberdade é, no entanto, o nome da Ordem que lhe foi concedida. Hipócrita, não?)

Ao distinguir Bono com a Ordem da Liberdade, Jorge Sampaio está a envergonhar o país e contribuir ainda mais para a confusão do conceito de liberdade – que por si próprio, em Portugal, já é bastante confuso. Será que Bono já se perguntou de onde virá a palavra liberalismo, essa coisa que ele parece ignorar tão facilmente?

(*) Note-se que Bono nem sequer faz o pedido aos portugueses mas sim ao governo português.

Post a Comment