Pages

Saturday, September 24, 2005

Mais espanhóis proteccionistas!

The image “http://www.agencias-de-viajes.com/agencias-viajes/mapa-espa%C3%B1a-comunidades_03.gif” cannot be displayed, because it contains errors.

Mais uma notícia relativamente ao proteccionismo de mercado que se faz em Espanha, comparativamente a Portugal, esse país de mercado livre, livre concorrência e laissez-faire natural!

Os utentes dos aeroportos portugueses pagam mais do dobro em taxas do que os passageiros que optem por Espanha. A diferença, em média, varia entre os 113 e os 162%, consoante se trate de voos para dentro ou fora do espaço Schengen, o que implica uma perda de competitividade, conclui um estudo que será apresentado hoje em Espinho, na II Conferência Internacional em Hotelaria e Turismo.
(...)

Mas a "perda de competitidade" reside nas taxas pagas pelos passageiros, já que se situam "muito acima" das praticadas em Espanha
Aeroportos Nacionais 113% mais caros

Bem, parece que me enganei. Afinal, era o país do mercado livre (Portugal) que tinha menos competitividade! Bem, ao menos ainda resta aquele facto óbvio de que os investimentos espanhóis em Portugal são muito maiores do que os portugueseses feitos em Espanha, o que, aliás, demonstrar o extremo proteccionismo espanhol!

Investimento português em Espanha supera o espanhol em Portugal

Em 2004, o investimento directo das empresas portuguesas em Espanha superou o das empresas espanholas em Portugal, segundo dados divulgados quarta-feira pelo Ministério da Indústria, Turismo e Comércio espanhol.

Pois...ou então não...bem, obviamente sempre restam aqueles estudos dos think tanks acerca da liberdade económica que mostram que Portugal é um país muito mais capitalista!

---

Heritage, Index of Economic Freedom

Espanha - 31º
Portugal - 37º

Fraser, Economic Freedom of the World

Espanha - 30º
Portugal - 34º

DoingBusiness - World Bank Group

Espanha - 30º
Portugal - 42º

---

Pois...

É inacreditável como para atacar Espanha até o capitalismo serve. Portugal, um país em que independentemente de quem ganhe as eleições, o socialismo se arrasta, critica Espanha por ser pouca capitalista. Se os portugueses fossem tão críticos com o seu próprio mercado e as condições que lhe são impostas, fariam parte do país mais liberal do mundo. Infelizmente, há umas tendências franco-germânicas no ar. Aquelas do género - "Não abrimos o nosso mercado porque é nosso mas queremos que vocês liberalizem a vossa economia para que os nossos produtos entrem"

A situação assemelha-se à dos que se riam e diziam que os EUA pareciam um país do 3º mundo. A conclusão disto é a de que os anti-espanhóis e os anti-americanos bebem exactamente da mesma água. Muito self-loathing e nada de substância.
Post a Comment