Pages

Thursday, December 01, 2005

Chamam-lhe candidato da direita

Foi esta a mesma pessoa que há uns dias disse que queria um Portugal sem medo da globalização:
"Hoje em dia é necessário ter em conta o potencial financeiro para concorrer a novas privatizações, mas há que ter algum cuidado na transferência dos centros de decisão para o estrangeiro", disse Cavaco Silva, considerando que a localização dos centros de decisão é importante em alguns momentos, nomeadamente " na capacidade de um país reagir em tempo de crise".
O PD refere também que:
Na segunda-feira, o candidato apoiado pelo PS, Mário Soares, também fez referência à privatização de empresas públicas, considerado que agora "há privatizações a mais".

"Fui quem abriu a porta às privatizações, mas agora também acho que há privatizações a mais", afirmou Mário Soares, numa conferência de imprensa, em Santarém, defendendo a necessidade de "se pensar nas novas privatizações com muito escrúpulo, porque o Estado não pode ficar desarmado".

Parece que estávamos todos errados quando afirmámos que a idade era um argumento irrelevante. A idade de Mário Soares é mesmo um factor de peso nestas eleições. Provavelmente, se fosse mais novo e viçoso, já teria inventado um slogan ao estilo Socialismo do Séc. XXI. Mas as reformulações teóricas dos princípios da redistribuição da pobreza já não lhe saem com tanta criatividade.
Post a Comment