Pages

Thursday, December 01, 2005

Can you hear it?

Steve Forbes, director da famosa revista Forbes esteve ontem em Lisboa, numa conferência intitulada «A Economia Americana e Mundial: perspectivas para 2006», durante a qual se dignou a comentar a economia portuguesa e a sugerir caminhos para que esta abandone o seu marasmo:

Steve Forbes deixa sugestões para a retoma da economia portuguesa

De olhos postos na Irlanda, que considera um modelo, pois “em apenas 30 anos tornou-se a economia mais dinâmica da Europa Ocidental”, afirmou em tom de brincadeira: “Os milagres nem sempre acontecem na religião, mas acontecem na economia”. Forbes destacou aquela que considera ser a fórmula crucial para o crescimento da economia irlandesa: travar o aumento dos impostos.

“Portugal não se deveria preocupar tanto com as repreensões da UE quanto ao défice”, até porque, defende, “a única forma de combater o défice é atraindo investimento para conseguir uma economia sólida”. Forbes sugeriu ainda uma maior concentração física dos serviços do Estado e a flexibilização das leis laborais. Quanto à ideia de que os portugueses não gostam de arriscar, o empresário acredita que “basta levantar a economia e surgirão pessoas dispostas a assumir o risco, vindas dos quadrantes mais improváveis”.

Steven Forbes defende taxa única de imposto sobre rendimentos para Portugal

O empresário norte-americano e antigo candidato à presidência dos Estados Unidos, Steven Forbes, defendeu hoje que Portugal deve optar por uma taxa única de imposto sobre os rendimentos para que a economia possa crescer.

(...)

"Sempre que reduzimos os impostos nos Estados Unidos, a economia cresceu e a receita fiscal aumentou", afirmou Steven Forbes.

No caso de Portugal, "só têm a perder a vossa pobreza", acrescentou ainda.

É quase um lugar-comum dizer isto mas já não é a primeira vez que alguém vem directamente do outro lado do Atlântico para dizer uma coisa importante e ninguém lhe dá ouvidos.
Post a Comment