Pages

Sunday, October 23, 2005

Einstein? Quem é esse gajo?



Numa daquelas universidades portuguesas onde não há cursos de Física e onde se fala muito de Einstein embora este seja completamente desprezado, aparece mais uma vez uma determinada série de colóquios sobre esse dito Einstein, aquele tipo de pouco interesse que foi apenas a pessoa mais importante do século XX segundo a revista Time. Coisa completamente irrelevante e sem sentido, obviamente.

Numa daqueles universidades, dizia eu, aparecem colóquios organizados pelo Centro de Física e Interacções Fundamentais com cinco conferências dos seguintes temas:

- Física Clássica e Relatividade: continuidade e ruptura

- O fotão e a emissão estimulada: dois ingredientes para o laser

- Condensação de Bose-Einstein: sententa anos entre previsão e realização

- Do desassossego de Einstein até à criptografia quântica

- Movimento Browniano: átomos e flutuações

É de notar que apenas uma destas conferências se relaciona com o tema da Relatividade sendo, certamente, acerca de Relatividade Restrita. Todas as outras incidem sobre o movimento browniano, o efeito fotoeléctrico e a mecânica quântica.

O mais chocante (mas não por isso surpreendente) é a total hipocrisia que levou a mesma Academia Sueca a premiar Einstein com o Prémio Nobel pelo seu trabalho sobre o efeito fotoeléctrico, relegando para um canto menor todo o seu esforço no campo das forças gravitacionais. Não seria de esperar muito - os colóquios são organizados pelo Centro de Física e Interacções Fundamentais, o que está intimamente relacionado com a Física de partículas.

Contudo, pode ler-se o seguinte no estatuto do CFIF:

  • O CFIF tem a responsabilidade de conceber e realizar projectos de investigação de alta qualidade em Física Hadrónica e Física Nuclear, Física da Matéria Condensada Teórica, Geometria Diferencial e Relatividade, e áreas afins.
Ficamos esclarecidos. Até inclui Geometria Diferencial mas, pelos vistos, só no papel como já é tradição. No entanto, porquê esperar o contrário? Afinal, falamos de uma universidade que nem tem um curso de Física. Tudo seria coerente, se não fossem estas iniciativas que anunciam uma coisa mas escondem outra (o tema da série de colóquios é "O Legado de Einstein").
Post a Comment