Pages

Tuesday, March 14, 2006

O emprego não é um "direito adquirido"

De uma perspectiva liberal, a economia é vista como uma manifestação espontânea da natureza humana que, por si própria, aposta em inovar e melhorar o seu futuro através da redistribuição de bens relativamente escassos e da divisão das tarefas, respeitando as liberdades individuais de cada elemento da sociedade. Nesta visão do mundo, o emprego surge como uma forma de produção de bens de consumo que proporcionam este anunciado desenvolvimento e uma evolução positiva da economia no seu todo. O emprego é um meio através do qual são partilhados recursos - o proprietário paga um ordenado em troca de um serviço que o beneficia mais pessoalmente - e permite que novos recursos sejam reorganizados geográfica e socialmente. A função do emprego é, portanto, desempenhar um papel activo e dinâmico na produção ou valorização de algo que irá melhorar a vida de outrem.

O socialismo encara o emprego como algo a defender aguerridamente de forma cega. Enquanto, na realidade, todos os empregados influenciam directa e indirectamente, por mais ínfimo que seja o seu trabalho, a economia nacional e global, à teoria socialista importa o emprego em si e não a sua finalidade. Luta-se contra o desemprego de uma forma ideológica sem (querer) compreender as suas causas e sem entender sequer qual a verdadeira razão da actividade laboral e as suas consequências.

O mundo é habitado por exploradores (os patrões) que é necessário pressionar para obter salários mais elevados, não importando o valor real das tarefas executadas. É necessário criar emprego por via estatal e, mesmo em condições precárias, reclamar por melhores benefícios laborais. O socialista olha para a economia e vê o desemprego como factor de falta de produtividade e julga que instantaneamente a economia florescerá se o desemprego diminuir, mesmo que por via artificial. Não compreende a razão que leva os empregadores a efectuar contratos de trabalho nem quer perceber o âmbito do emprego, vendo-o como uma mera ocupação de tempo que tem por objectivo único gerar sustento próprio.
Post a Comment