Pages

Saturday, March 18, 2006

Jornalismo de causas = pouca informação?

Portugal Joins Growing International Collaboration Building the Pierre Auger Observatory

«Malarguë, Argentina—The Pierre Auger Cosmic Ray Observatory will formally welcome Portugal’s Laboratory of Instrumentation and Experimental Particle Physics as its newest member institution during the collaboration meetings 15-19 March in Malarguë, Argentina, site of the world’s largest cosmic ray detector array.

(...)

"Portugal is proud of joining the Auger collaboration," said Jose Mariano Gago, Portugal’s Minister of Science and Technology. "Having joined CERN in 1985, Portugal has initially focused its scientific and technical efforts in the CERN Programme. More recently, however, coordinated activities on astroparticle physics were also actively pursued. Cosmic ray physics is an old field, renewed by experiment and theory, and is an exciting and unique frontier of observation of the cosmos. I would like to congratulate Auger collaborators for their vision and efforts and I wish all the best to the new Portuguese team in Auger."»

Procurei pela notícia no Sapo Notícias e no Google News sem sucesso. As secções de ciência nada mostram. O Ciência Hoje nada diz e o mesmo se aplica à secção de Física do 2010. Uma rápida pesquisa na blogosfera em português usando o Googlesearch também não mostra nada. Última tentativa? Ir à página do próprio LIP para tentar ver se se dizia alguma coisa. Ao entrar na categoria de novidades do LIP, sou redireccionado para uma página em inglês com 2 "announcements", um de 2000 e o outro de 2002. Uma das ligações não funciona e a outra é para o CERN.

Existem jornalistas a sério em Portugal? Daqueles que dão notícias? Porque julgam sempre os ministros que podem falar em nome dos habitantes dos países que governam sem legitimidade absoluta? Como podem os portugueses estar orgulhosos de uma coisa que não souberam por ninguém a não ser que tenham cometido o improvável acto de consultar as notícias do Observatório Pierre Auger ou ler o Interactions (ambos em inglês)?

---

Nota: A quem possa interessar, foram recentemente divulgados os dados do 3º ano do WMAP (Wilkinson Microwave Anisotropy Probe). Esta bonita foto abaixo (NASA/WMAP Science Team) é o aspecto do nosso Universo primordial visto através da radiação de fundo.



Segundo estes dados, as novas previsões para a composição do Universo ficam assim divididas nas seguintes percentagens:



Não se conhece precisamente algo como 96% do que compõe o Universo e aqueles 4% são maioritariamente formados por hidrogénio e hélio livres. Faz qualquer ser humano acreditar no antropocentrismo.

Mais informações:

  • Página oficial da NASA sobre o WMAP
  • LAMBDA (Legacy Archive for Microwave Background Data Analysis) com mais informações e artigos sobre o WMAP e outras experiências anteriores relacionadas com a radiação cósmica de fundo como o pobre, famoso, já reformado mas ainda em órbita COBE)
Post a Comment