Pages

Tuesday, May 23, 2006

Resultados do socialismo-melancia

Devido às imposições da religião ecologista, empresas como a St. Gobain (segundo o DE, a maior vidreira do mundo), ameaçam sair de Portugal devido à impossibilidade de expandir a sua produção. A fragilidade económica da estrutura totalitária da regulação no seu melhor - a chantagem empresarial:

"O grupo Saint-Gobain, líder mundial na produção de vidro plano, afirma que não terá capacidade para continuar a investir em Portugal se tiver que comprar licenças de emissão de CO2 no mercado. O grupo francês, que produziu os vidros para a pirâmide do Louvre e para a Estação do Oriente, pretendia aumentar em 50% a capacidade do seu forno de Santa Iria de Azóia. Agora, ameaça deslocalizar para a Europa de Leste. A escassez de licenças ameaça outros sectores da indústria e deverá agravar-se quando as licenças de CO2 disponíveis tiverem que acomodar as novas centrais de ciclo combinado."

Contudo, diz-se por aí que o Eng. Sócrates está interessado na competitividade da nossa economia. Vejá lá, Sr. Engenheiro, não abuse das reformas políticas neoliberais, ainda ganha o Prize for Advancing Liberty do Cato Institute.

Adenda: sobre o mesmo assunto, o breve mas incisivo comentário do jcd.
Post a Comment