Pages

Tuesday, November 01, 2005

Guia Socialista para o Poder




1. Caso tenha um país fortemente socialista, torne-se político. Não precisa de ter um curso de humanidades ou ser necessariamente formado em relações internacionais ou filosofia. Se for engenheiro ou operário, ainda melhor, dá a sensação de ser do povo. Se for cientista também serve, o povo olha para eles sempre com uma mistura de desprezo e admiração mas em último recurso, eles são sempre os “especialistas”.

2. Faça campanha dizendo que quer ajudar os pobres e aos animais. Diga que não quer ver o ambiente destruído e que quer um futuro melhor para os seus filhos e os dos outros. Diga que todos têm direito a uma educação, direito a cuidados de saúde, uma casa, electricidade, água corrente, etc. Diga também que quer as ruas mais limpas e menos crime.

3. Use a imprensa como veículo da sua imagem. Apareça a ajudar velhinhas a atravessar a rua. Fale com meninos na rua e dê-lhes uma bola para que eles joguem futebol. Sorria para a câmara e diga que os jovens são o nosso futuro. Indigne-se perante os ricos e aqueles que querem atentar contra os mais pobres, servindo interesses financeiros. Faça cara de revoltado ao dizer isto. Ao explicar as suas ideias diga coisas como: “[pura] demagogia”, “política inadmissível”, “interesses do capital”, “injustiça social”.

4. Quando chegar ao poder, depois de vencer as eleições, deixe de usar camisa e as calças. Já não precisa ser do povo, passe a usar fato e gravata. As pessoas gostam de gente do povo mas quando se trata de cargos importantes, os responsáveis devem vestir-se como gente séria!

5. Uma vez no governo, culpe os neoliberais (embora eles nunca tenham existido) por todos os males trazidos à sua nação pelo socialismo. Diga que a culpa é de Bush e dos americanos. Diga que estes são todos burros e até têm 3 empregos simultâneos para conseguirem alimentar os filhos porque são explorados pelo regime capitalista. Se alguém lhe disser que os EUA tiveram um crescimento acima dos 3,5% no último trimestre diga-lhe que as estatísticas são falseadas ou então diga que é por causa da indústria de guerra. Fale do preço do petróleo que sobe por causa dos interesses americanos na cotação do dólar. Diga novamente que a culpa é das políticas neoliberais e acima de tudo, não se esqueça de frisar que a culpa é do CAPITALISMO ainda que o seu regime seja socialista. Não se esqueça, é um ponto muito importante.

6. Depois de concluir o seu mandato, reconsidere um novo se o seu país permitir. Embora o país tenha estado em descalabro total durante a sua governação, diga simplesmente que não teve tempo de implementar as suas reformas vitais. O povo há-de compreender.

7. Repita os pontos 4, 5 e 6. Caso o seu país permita, repita o passo 6 e depois o 7.

8. Quando estiver esgotado de lutar pelo paraíso socialista no seu pais, reforme-se e fique a ver o seu lucro crescer à medida que as suas acções num país estrangeiro ganham maior cotação. Aplique também os seus fundos de reforma em investimentos.

9. Passe este documento aos seus filhos para que também eles possam usufruir dos direitos aqui expressos. Recorde-lhes com veemência que há que culpar sempre o NEOLIBERALISMO e os interesses financeiros dos grandes capitalistas. Se o seu filho perguntar o que é o neoliberalismo diga-lhe a verdade – que não sabe o que é mas que de certeza são senhores maus que querem viver à conta dos outros metendo-os todos dentro de uma fábrica.

Passe este documento a toda a sua família para que também eles possam entender a causa socialista. Diga-lhes que se não seguirem estes passos (talvez excepto o 1º, caso não desejem ter uma vida política) terão um horroroso país CAPITALISTA onde todas as criancinhas morrem à nascença.

Se ainda existirem criancinhas.


---

P.S. – a parte relacionada com a culpa dos "americanos imperialistas" pode ser usada em qualquer altura do ano porque é sempre aplicável.
Post a Comment