Pages

Sunday, November 18, 2007

Lies, damned lies and statistics


Desde 2003 que as estatísticas oficiais sobre a guerra do Iraque têm sido publicadas em catadupa quase ao segundo na imprensa, mostrando que centenas de militares americanos e civis iraquianos morrem a um ritmo elevadíssimo e que se dão ataques por todo o território constantemente, sendo de imediato usadas pelos mais críticos da guerra para demonstrar as desastrosas consequências da ocupação americana. Agora que, depois do recente reforço das tropas lá estacionadas, os iraquianos parecem começar a voltar a suas casas em várias localidades e o número de atentados parece estar a diminuir drasticamente, a reacção mais comum aparenta ser aconselhar algum cepticismo perante tais números e escrever análises sobre a fiabilidade das estatísticas. Se isto não é um exemplo clássico de confirmation bias, não sei o que será.

Adenda: Baghdad’s Weary Start to Exhale as Security Improves (via O Insurgente)
Post a Comment