Pages

Thursday, April 06, 2006

Síndrome de Estocolmo?

Hans Blix terá mostrado a sua preocupação com uma potencial escalada de terrorismo em caso de ataque norte-americano ao Irão. Parece-me uma situação muito semelhante aos comentários de Miguel Portas por altura das eleições na Palestina em que este dizia que não era boa ideia reunir um consenso internacional em torno de uma eventual ilegitimidade (e/ou perigosidade) da permanência do Hamas à frente do governo palestiniano porque isso poderia desencadear reacções por parte da extrema-direita israelita. Para quem se costuma queixar constantemente de que o governo americano tem uma política externa baseada na ideia do our son of a bitch, será lógico concluir que outros governos - e mais acertadamente, portadores de ideologias políticas autoritárias por natureza - não a têm?

A única diferença é que, na maior partes das vezes, enquanto o governo americano reconheceu ao longo da história que determinado líder é realmente um son of a bitch, os (muitos) outros vêem o seu son of a bitch actual ou passado como um camarada revolucionário cheio de boas intenções. Só é pena porque, como já se sabe, de boas intenções está o inferno cheio.
Post a Comment