Pages

Monday, February 15, 2010

Um país à deriva II

Um país decadente é um país no qual o governo democraticamente eleito recorre a astroturfing para mostrar que tem apoio entre a população (e, mais interessante ainda, que haja quem esteja disposto a fazer exaltações públicas e surrealistas da virtude impoluta do governo):
Uma mensagem anónima está a circular entre os militantes do PS a convocar uma manifestação, no dia 20, para "repudiar esta campanha suja contra o PS e contra Sócrates". (...)

"Está na hora do PS se unir e combater esta baixa campanha urdida pela direita dos interesses! Um partido que sempre lutou pela democracia e liberdade não pode aceitar calado este ataque sujo! Vamos de novo encher a Alameda da Fonte Luminosa [em Lisboa] no próximo dia 20 de Fevereiro, pelas 15 horas! Vamos repudiar esta campanha suja contra o PS e Sócrates e mostrar bem altas as nossas bandeiras. Divulga", lê-se na mensagem.

Catarina Faria, assessora de imprensa do partido, disse que a mensagem já é do conhecimento do PS, mas diz desconhecer a origem. "O PS não tem nada a ver com isso", afirmou.
Num país normal, ninguém deveria sentir o impulso de expressar todas estas opiniões inflamadas em defesa de um governo. O governo é uma entidade que tem de ser sistematicamente questionada e colocada em xeque pela sociedade no que diz respeito às suas acções e às decisões que diz tomar em nome da população que governa. Os governos não precisam de ser defendidos porque têm um poder avassaladoramente desproporcional em relação a cada um dos cidadãos, sendo que são estes quem se tem de precaver contra abusos de poder por parte destes mesmos governos, resultando precisamente dessa constatação a necessidade do questionamento sistemático e da dissidência política.
Post a Comment